IBM investe US$ 5,5 milhões para criação de hub de blockchain no Brasil

Computerworld

Estrutura em São Paulo atenderá toda América Latina para acelerar adoção da tecnologia

IBM quer acelerar a adoção de blockchain na América Latina. Para isso, a companhia anuncia a criação de um hub de soluções, instalado em São Paulo, que atenderá toda a região a partir do segundo trimestre. Para a operação, a Big Blue investirá US$ 5,5 milhões até 2020 e incluirá o Brasil ao grupo de outros cinco países que possuem infraestrutura de data center IBM Cloud com capacidades de blockchain: Inglaterra, EUA, Canadá, Japão e Alemanha.

Ana Paula Assis, general manager da IBM na América Latina, comenta que a iniciativa mostra o quanto a companhia está focada em fazer com que blockchain tenha a mesma evolução do mundo. O anúncio foi realizado durante coletiva de imprensa com jornalistas latino-americanos, durante o Think, evento global da IBM que ocorre nesta semana em Las Vegas (EUA).

Globalmente, a IBM soma 400 projetos com blockchain e, na América Latina, Ana Paula fala em dezenas. A empresa é uma das 130 integrantes do consórcio hyperledger. Com a nova inciativa, a executiva diz que “o céu é o limite” e o foco é massificar o acesso à tecnologia.

Mainframe

Clientes da IBM poderão obter todas as vantagens da plataforma de blockchain em IBM Cloud, além de contar com altos níveis de segurança e proteção, fornecidos pelos mainframes IBM Z.

O fato de estar baseado em mainframe, segundo Marcos Paraíso, líder de Watson e Cloud no Brasil, é o que garante um nível alto de segurança. “Conseguimos oferecer o serviço seguro, local e muito mais rápido do que quem quer montar o seu (próprio blockchain). Nosso foco é ajudar a desenvolver negócios de forma segura”, afirma.

O hub está conectado ao IBM Cloud Garage, recentemente anunciado em São Paulo, espaço desenvolvido para acelerar a entrega de projetos inovadores para clientes e parceiros com foco em transformação digital na nuvem.

Ana Paula Assis apresenta panorama do blockchain na América Latina

Operação regional

Além da operação na capital paulista, a unidade terá equipes em diversos países da América Latina para ajudar clientes a desenvolver conceitos de implementação do blockchain.

Para essa proliferação, a grande aposta é na plataforma em nuvem, que permite uma iniciativa sem fronteiras. “Os clientes podem usar em cloud, on-premise, híbrido, como quiserem”, destaca Luis Liguori, CTO da IBM Brasil.

“Estamos quebrando fronteiras entre companhias”, finaliza Liguori.

Fonte: Computerworld

Parceiros – live ProduçõesClube do HipismoMAVThaty Aulas